“Plantar Cavalos Para Colher Sementes” é apresentada na mostra do Grupo XIX de Teatro

Com direção de Ronaldo Serruya Plantar Cavalos Para Colher Sementes é atração da mostra do Núcleo de Pesquisas 2017 do Grupo XIX de Teatro. As apresentações acontecem de 26 de agosto a 3 de setembro, aos sábados, às 19h e domingos, às 15h, na Vila Maria Zélia. Entrada gratuita.

A performance é livremente inspirada no manifesto Falo Por Minha Diferença do ativista chileno Pedro Lemebel.  A ideia é criar uma peça-manifesto onde cada artista traduz em cena seu lugar de fala, revelando a vivência como algo que se inscreve no corpo e na carne, a experiência como discurso.

Desde 2005, o Grupo XIX de Teatro desenvolve projeto de oficinas gratuitas de longa duração que tem como objetivo o intercâmbio entre artistas de diversas formações, assim como estudantes de artes, e interessados em vivenciar uma experiência artística.

Os núcleos são coletivos formados a partir de seleções – que já chegaram a atingir o número de 600 inscritos-, que ao longo do ano e sob a orientação dos artistas do Grupo XIX de Teatro, desenvolvem pesquisas nas áreas de atuação, direção, dramaturgia, corpo e direção de arte. No total mais de mil artistas já participaram destas atividades e delas surgiram novos coletivos teatrais.

Na mostra de abertura de processos do Núcleo de Pesquisas 2017 já foram apresentados Feminino Abjeto (direção de Janaina Leite), Invenção Do Eu (direção de Rodolfo Amorim) e A Palavra e o Abismo (direção de Luiz Fernando Marques).

PLANTAR CAVALOS PARA COLHER SEMENTES

De 24 a 28 de agosto

Quinta, sexta, sábado e segunda-feira às 21h e domingo às 20h. Duração: 60 minutos. Classificação: 18 anos.

 Vila Maria Zélia – Rua Mário Costa 13 (Entre as ruas Cachoeira e dos Prazeres) – Belém. Telefone – (11) 2081-4647. Acesso para deficientes físicos. Informações, de terça a sexta-feira das 14 às 18h ou pelo e-mail faleconosco@grupoxix.com.br. Estacionamento: gratuito.

Para os fãs de TWD e do Terror! Participe do "Primeiro Walker Con" em SPSaiba Mais